Trabalha em pé o dia todo? 7 dicas para evitar dores no corpo

Trabalhar em pé por longos períodos é um verdadeiro desafio para o corpo, afinal, o sangue fica concentrado nas pernas, o que acaba sobrecarregando as articulações.

Profissionais que precisam estar de pé por muitas horas, com certeza, já sentiram dores no corpo. As mais comuns são o cansaço, a fadiga muscular e as câimbras.

No entanto, existem algumas boas práticas que minimizam ou até mesmo eliminam as dores no corpo de quem trabalha em pé. Reunimos as quatro principais para você conhecer. Confira!

A importância da boa postura ao se trabalhar de pé

boa postura corporal vai além do que simplesmente melhorar a aparência física ou estética do ser humano. Na realidade, ela reflete a funcionalidade e a forma como os músculos se comportam quando ficamos em posição estática durante a realização de algum movimento corporal.

Trabalhar por longos períodos em pé deixa o corpo mais cansado, além de aumentar o risco de diversos problemas. Isso porque, nessa situação, há o esforço dos ossos, articulações, tendões, músculos e ligamentos.

Joanetes, edemas e varizes são apenas algumas das insuficiências venosas causadas em quem não tem uma boa postura corporal.

Além de problemas de saúde, o profissional também tem o seu rendimento afetado, uma vez que depois de algum tempo os movimentos são comprometidos. Sendo assim, aderir a uma rotina saudável é o primeiro passo para evitar as dores no corpo.

1. Faça alongamentos antes, durante e após o expediente

O alongamento ajuda a relaxar os músculos e a diminuir a tensão, combatendo as dores nas costas, pescoço, pernas e até mesmo lesões relacionadas ao próprio trabalho, como a tendinite.

Os exercícios realizados durante o alongamento são simples, podendo ser feitos até mesmo no próprio escritório ou consultório. Eles também combatem a fadiga muscular e a sensação de cansaço. Por esse motivo, devem ser praticados diariamente por, pelo menos, cinco minutos.

A dica principal para que o alongamento seja realmente eficaz para as pessoas que trabalham em pé é que ele seja feito antes, durante e depois do expediente. Dessa forma, o corpo fica aquecido e preparado para uma longa jornada de trabalho.

2. Realize pequenas pausas para descansar

Outra dica para evitar dores no corpo é aproveitar todos os momentos livres para descansar. Você pode fazer isso a cada duas horas, por exemplo, ou sempre que achar possível. De preferência, sente-se de modo em que os pés fiquem levemente elevados, melhorando a circulação sanguínea.

Aproveite o momento para tirar os sapatos e refrescar os pés, isso ajuda na evaporação do suor. Não se esqueça de se alongar também ao levantar.

3. Use sapatos e meias adequadas

Os profissionais que passam horas em pé na jornada de trabalho precisam usar calçados confortáveis. Para isso, o primeiro passo é escolher aqueles com a numeração certa. Quando for comprar, tente experimentar o sapato no fim do dia — momento em que os pés estão inchados por causa do trabalho e da compressão dos arcos.

Jamais opte por modelos de salto alto ou de bico fino, que deixam os dedos apertados e podem causar calos desagradáveis. Os calçados devem ser justos, mas dando espaço para que os dedos consigam se movimentar. Já os saltos devem ter cerca de 0,6 a 1,3 centímetro de altura.

Outra aliada do conforto dos pés e das pernas é a meia de compressão. Ela fornece suporte aos músculos e aos vasos sanguíneos, melhorando a circulação de quem fica muito tempo em pé.

4. Pratique exercícios físicos regularmente

Por mais que os alongamentos sejam ótimos para aliviar as dores no corpo, eles são apenas aquecimentos. Dessa forma, praticar atividades físicas fora do trabalho é essencial para fortalecer a musculatura. Reserve, pelo menos, meia hora para esses exercícios diariamente.

Mas se você não tem costume de praticar atividades físicas ou quer conhecer uma nova metodologia, vale a pena descobrir os benefícios da ginástica holística. Essa metodologia não trabalha com métodos invasivos. Ela se baseia em técnicas de que utilizam as mãos para fazer movimentos precisos e promovem o alinhamento das articulações e alívio das dores.

A ginástica holística é tão acessível e dinâmica que pode ser realizada em casa. Por exemplo, você pode fazer um exercício com bolinha de tênis, aliviar a dor de cabeça com uma bola de borracha ou fazer um exercício com tubo de PVC. Todos esses exercícios e outros previnem doenças e aliviam tensões.

5. Mantenha a postura correta para sentar nos intervalos

Encontrar um lugar para se sentar durante os intervalos pode trazer conforto para quem precisa ficar muito tempo em pé. No entanto, assim como se deve observar a postura durante os momentos em que se trabalha em pé, é preciso também observar quando se está sentado.

Nesse sentido, é importante sentar da maneira correta para evitar dores musculares e não pressionar a coluna. A recomendação é manter a coluna ereta e com quadril e joelhos dobrados em um ângulo de 90 graus. É importante também não deixar que os ombros comecem a cair como se tivessem pesando o corpo.

6. Movimente-se durante os expediente de trabalho

Muita gente que precisa ficar muito tempo em pé acredita que apenas trocar as pernas de posição é suficiente para evitar dores musculares. Isso tem um fundo de verdade — afinal, qualquer movimento faz com que os músculos mudem de posição, o que evita dor muscular.

Mas é interessante ir além disso. Por exemplo, procure fazer pequenas caminhadas durante o expediente ou intervalos. Vá até outro setor da empresa ou caminhe pelo corredor. Assim, é possível aumentar a circulação sanguínea e fazer com que os músculos fiquem mais esticados.

7. Encontre a postura correta ao dormir

Depois de um dia inteiro no qual você precisou ficar muito tempo em pé, chegou a hora de descansar em casa. Ao dormir à noite, é um momento fundamental para que os músculos descansem. Mas para que isso seja feito de maneira mais adequada, é essencial ter uma postura correta ao dormir.

A começar pela escolha do colchão adequado. Se o seu colchão já está velho, está na hora de trocá-lo. Para escolher um colchão adequado, você deve verificar se o peso suporta determinado volume de espuma.

Com os colchão escolhidos de maneira correta, é o momento de você se preparar para dormir nele. Isso tem a ver com a posição com a qual você deita para dormir. A recomendação é optar pela posição de dormir de lado com travesseiro entre as pernas para manter o quadril alinhado.

Não é interessante dormir de bruços ou escolher um travesseiro que deixa o pescoço relaxado em uma posição ruim. É importante escolher travesseiros entre 5 a 10 centímetros de altura. Seguindo esses passos, você terá uma boa noite de sono e no outro dia acordará se sentindo realmente renovado e sem dores musculares.

Essas foram algumas dicas para evitar dores musculares em pessoas que precisam ficar muito tempo em pé. Se você já sente alguns problemas musculares ou na coluna, é importante buscar ajuda especializada. Nesse sentido, vale a pena buscar uma clínica que tenha larga tradição no mercado e aplicar técnicas voltadas para alívio das dores e fazer um acompanhamento do paciente com qualidade.

Quer conhecer uma clínica especializada? Entre em contato com o Instituto Partrícia Lacombe. Trata-se de uma clínica de tratamento fisioterápico com mais de 12 anos de atuação, focada em soluções para problemas de coluna e outras alterações posturais.
 00

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *