Ler e Dort: conheça os sintomas, causas e tratamentos

Quem não sabe o que é LER e DORT, talvez se confunda com os termos, pois são praticamente a mesma coisa. Ambos designam lesões do sistema osteomuscular causadas por fatores muito comuns no mundo corporativo: locais de trabalho inadequados, movimentos repetitivos, pressões etc. São grandes as semelhanças entre as patologias, e isso pode causar confusão.

Sendo assim, preparamos este artigo para que você saiba mais sobre o assunto e conheça os principais fatores que levam ao seu diagnóstico. Além disso, descobrirá como a ginástica holística pode auxiliar no tratamento e prevenção desses distúrbios.

O que é LER e DORT

Tanto a expressão “Lesões por Esforços Repetitivos” (LER) quanto “Distúrbio Osteomuscular Relacionado ao Trabalho” (DORT) são termos que abrangem as doenças do sistema musculoesquelético ligamentar. Portanto, LER não é uma doença, mas um grupo de distúrbios que acometem esse sistema.

Dentre as doenças que fazem parte destas categorias, podemos citar: bursite, síndrome do túnel do carpo, tendinite, tenossinovite, epicondilite, dedo em gatilho, mialgias, síndrome do pronador redondo, entre outras. Esses distúrbios podem ou não estar associados à atividade laboral.

Por isso, houve a necessidade de criar o termo DORT para designar apenas as lesões em que há correlação entre o quadro clínico e o trabalho desempenhado pela pessoa.

Segundo a cartilha publicada pela Sociedade Brasileira de Reumatologia, a sigla DORT foi introduzida por dois motivos:

  • além do esforço repetitivo — motivo mais conhecido, principalmente no meio profissional —, outros tipos de sobrecarga no ambiente de trabalho podem ser nocivos para o trabalhador;
  • muitos casos de pessoas que apresentam sintomas no sistema musculoesquelético não têm, necessariamente, evidência de lesão em alguma estrutura.

Sendo assim, quando se fala em DORT, os distúrbios mais comuns relacionados ao trabalho são: dores na região lombar, dores musculares e tendinites — especialmente nos ombros, punhos e cotovelos.

As principais causas

Quando um ou mais fatores organizacionais no ambiente profissional não são respeitados, são maiores as chances de adquirir um distúrbio osteomuscular relacionado ao trabalho.

Nesse contexto, as causas de LER e DORT estão diretamente relacionadas a esses fatores. São eles:

  • excesso de movimentos repetitivos;
  • postura incorreta;
  • preparo físico insuficiente;
  • ausência de pausa e descanso;
  • local de trabalho — mesas e cadeiras — inadequado;
  • jornadas excessivas de trabalho.

Além disso, incluem-se os fatores psicossociais, como: ansiedade, estresse ocupacional devido à pressão das demandas, ambiente pesado, busca por perfeccionismo, depressão, entre outros.

Os sintomas mais comuns

Dentre os sintomas mais comuns de LER e DORT, podemos citar:

  • dor localizada;
  • desconforto físico ao final do dia;
  • cansaço excessivo;
  • formigamento nas extremidades do corpo;
  • paralisia e parestesia;
  • perda funcional;
  • inchaço local.

O diagnóstico e tratamento

O diagnóstico é feito por meio de exame clínico e de imagem. A tomografia computadorizada, a ressonância magnética e a ultrassonografia podem ser muito úteis. Contudo, é importante que seja feita uma avaliação multidisciplinar para determinar as causas e garantir um tratamento adequado.

A ginástica holística, por exemplo, tem sido cada vez mais utilizada no tratamento de distúrbios osteomusculares relacionados ao trabalho, principalmente aqueles associados à postura inadequada. A técnica trabalha o corpo como um todo, com a finalidade de realinhar a postura e, assim, evitar dores lombares e musculares.

Criado pela terapeuta e médica alemã, Lily Ehrenfried, o método é útil tanto no tratamento quanto na prevenção de lesões causadas por sobrecarga de trabalho, movimentos repetitivos e outras doenças que compõem a LER e DORT.

Uma das principais vantagens da ginástica holística é que ela promove a consciência corporal, o que permite identificar sobrecargas desnecessárias, posturas e hábitos incorretos e outros desalinhamentos.

Como investir na prevenção dessas lesões

Ao entender o que é LER e DORT e seus fatores patológicos, aquele ditado popular calha muito bem: “é melhor prevenir do que remediar”. E um dos meios de prevenção mais eficazes é a já citada ginástica holística.

Com seu método corporal baseado em movimentos de baixo impacto, a ginástica holística tem o papel preventivo ao trabalhar com técnicas que permitem que o indivíduo desenvolva suas capacidades perceptivas, sensoriais e motoras.

Dessa forma a própria pessoa trabalha ao mesmo tempo com o equilíbrio, a respiração e a sua musculatura. A ginástica holística também previne outras enfermidades ao fazer com que anatomia, fisiologia e a biomecânica humana esteja em pleno funcionamento.

Dicas para evitar LER e DORT

Quem sabe o que é LER e DORT tem mais condições de evitar esses problemas. Basicamente, a solução está em manter uma postura correta e realizar movimentos regulares. Confira mais detalhes a seguir.

Mantenha a postura correta

Encontrar um lugar para se sentar durante os intervalos pode trazer conforto para quem faz trabalhos muito repetitivos. No entanto, é preciso observar qual a maneira correta de se sentar.

É fundamental verificar se a cadeira na qual você se senta atende ao que é necessário para os cuidados com os músculos e as articulações. Por exemplo, a recomendação é de que a cadeira permita que você mantenha a coluna ereta, com quadril e joelhos dobrados em um ângulo de 90 graus. E o encosto deve evitar que seus ombros caiam à frente do seu corpo.

Movimente-se durante o expediente de trabalho

Muita gente que realiza trabalhos repetitivos acredita que apenas fazer alongamentos locais já é o suficiente para evitar as dores que LER e DORT provocam. Faz sentido, afinal qualquer movimento garante que as articulações mudem de posição, o que pode prevenir dores musculares.

No entanto, é preciso ir além disso. Procure fazer pequenas caminhadas ao redor do seu ambiente de trabalho, de outro setor da empresa ou caminhe pelo corredor. Essas são maneiras de aumentar a circulação sanguínea e fazer com que os músculos que você mais exercita sejam irrigados e fiquem mais relaxados.

Faça alongamentos

É claro que o alongamento é indispensável e tem uma função muito importante para a prevenção de LER e DORT. Ele auxilia no relaxamento do músculo e na diminuição da tensão, o que combate as dores nas regiões onde mais se repete movimentos.

Os movimentos realizados durante o alongamento são acessíveis e fáceis de fazer. Você pode, por exemplo, fazer no próprio escritório. A prática também combate a fadiga muscular e aquela sensação de cansaço. Por isso, uma boa recomendação é fazer alongamentos diariamente.

Realize pausas durante o trabalho

Outra dica para evitar LER e DORT é aproveitar todos os momentos livres durante o trabalho para descansar. Isso pode ser feito, por exemplo, a cada duas horas ou sempre que você achar que está na hora certa.

Aproveite esse momento para tirar os sapatos e refrescar um pouco os pés. Isso traz relaxamento e faz com que a circulação sanguínea seja mais eficiente.

Felizmente, as maneiras de prevenir LER e DORT não são invasivas. Isso quer dizer que não é preciso, por exemplo, fazer o uso de medicamentos. LER e DORT podem ser simplesmente prevenidos por meio de movimentos e alongamentos e algumas pausas durante o trabalho.
Gostou de entender o que é LER e DORT e como tratar esses problemas? Que tal agora descobrir outros benefícios que a ginástica holística pode te proporcionar? Temos mais de 12 anos de experiência em soluções oferecidas pela ginástica holística. Entre em contato conosco e saiba mais!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *