Entenda agora o que é tendinite e as áreas do corpo mais afetadas

Você sabe o que é tendinite e quais são as causas associadas a esse tipo de complicação? A primeira observação a se fazer, nesse caso, é que o problema pode acometer qualquer pessoa. Porém, ele é mais comum em adultos, especialmente nos que têm mais de 40 anos.

Sabemos que muitas dúvidas podem surgir sobre o tema. Por isso, neste artigo apresentaremos os principais pontos em relação ao assunto. Você verá o que é tendinite, quais são as causas e os sintomas da doença. Continue a leitura e confira!

O que é tendinite?

De forma clara e objetiva, tendinite nada mais é do que o termo utilizado para descrever as inflamações nos tendões do corpo humano. Elas são caracterizadas pela presença de dor e inchaço em uma determinada articulação, por exemplo.

Para melhor esclarecer, os tendões são as estruturas fibrosas que ligam os músculos aos ossos. Existem diversos tipos de tendinite, sendo as mais comuns em torno dos ombros, punhos, joelhos, cotovelos e calcanhares.

Quais são as causas?

É interessante compreender que os tendões não são tão fortes e nem tão elásticos quanto a musculatura do restante do corpo. Isso significa, portanto, que em casos de sobrecarga é essa estrutura que mais sofre as consequências.

As tendinites podem ser motivadas por três fatores diferentes: mecânicos, químicos e biológicos. Nesse contexto, as causas principais incluem:

  • movimentos repetitivos: normalmente associados a necessidades de trabalho, como o uso de computadores;
  • prática de atividades físicas em excesso: devido a uma possível sobrecarga em um tendão em particular;
  • doenças autoimunes: em situações específicas, o organismo pode ver o tendão como uma ameaça e começar a atacá-lo de alguma maneira;
  • idade: com os passar dos anos, é natural que os tendões fiquem suscetíveis a lesões.

Quais são os sintomas?

O primeiro sintoma da tendinite é, geralmente, uma dor intensa no local, ou seja, no tendão que está inflamado. Dependendo do caso, movimentar o membro afetado será uma tarefa um tanto quanto desconfortável.

Outras manifestações incluem:

  • limitação do movimento (dificuldade para dobrar ou esticar os braços ou pernas, por exemplo);
  • perda de força na área inflamada;
  • irradiação das dores para a musculatura próxima;
  • calor, vermelhidão e inchaço na área afetada.

Quais são os tratamentos?

Para ter uma reabilitação eficiente e conseguir retomar a qualidade de vida de antes do processo inflamatório, sem dores e limitações de movimentos, é importante realizar os tratamentos para a tendinite de forma adequada.

Quanto mais você se empenhar para colocar em prática o que apresentaremos a seguir, mais rapidamente sentira melhoras. Os tratamentos são fundamentais, principalmente, nos casos crônicos, já que as dores podem voltar periodicamente.

Medicamentos

Os medicamentos utilizados têm o objetivo de aliviar as dores de imediato e reduzir o processo inflamatório. Assim, são indicados, normalmente, anti-inflamatórios, tanto por via oral como por meio de pomadas e géis, que auxiliarão a aliviar as sensações de dores e queimações. Porém, é importante contar com o auxílio de um profissional, que indicará o remédio com melhor eficácia para cada caso.

O profissional também pode sugerir a aplicação cuidadosa de gelo na região dolorida para ajudar a diminuir a inflamação e, também, aliviar as dores.

O repouso do tendão afetado, principalmente nos casos agudos, também pode ser recomendado com o auxílio de talas. Porém, isso deve ser indicado pelo médico, já que períodos de repouso prolongados podem gerar enfraquecimento e atrofia da região.

Os medicamentos, por si só, não tratam completamente o problema. Também são necessárias outras medidas complementares, tais como as próximas que vamos mostrar.

Fisioterapia

A fisioterapia é importante tanto para analgesia redução das dores da região, com o uso de ultrassom, laser, massagem miofacial, entre outras medidas. Elas servem tanto para fortalecer a musculatura da região quanto para reduzir a perda de força pelo enfraquecimento do tendão no processo inflamatório, reduzindo as chances de reincidência.

​A maioria dos casos de tendinite pode ser tratada de modo bem-sucedido com repouso, fisioterapia e medicamentos para reduzir a dor. É importante reforçar a importância de procurar ajuda especializada nesses casos.

Tratando-se de uma inflamação no tendão, procure por uma clínica de fisioterapia assim que perceber algum tipo de desconforto. Se a inflamação for grave e levar à ruptura de um tendão, será necessário passar por uma cirurgia. É preciso entender que, se você não fizer isso, as dores podem aumentar e começar a atrapalhar a sua qualidade de vida.

Ginástica holística

ginástica holística é uma abordagem fundamental para o tratamento da tendinite, tanto nos casos agudos quanto crônicos. Ela é um método de trabalho corporal que utiliza movimentos de baixo impacto para tratar as dores. A ginástica holística atua em três eixos fundamentais:

  • preventivo;
  • terapêutico;
  • pedagógico.

Por meio desse método, é possível fortalecer a região, aumentar a flexibilidade ligamentar, retomar força, além de outros benefícios que vão além do tratamento da tendinite, como:

  • desenvolvimento das capacidades perceptivas, sensoriais e motoras;
  • melhor consciência corporal;
  • melhor equilíbrio;
  • redução do estresse;
  • melhora do quadro de ansiedade;
  • correção postural;
  • relaxamento da mente.

Além disso, ela ajuda a evitar que as dores, tanto crônicas quanto agudas, não retornem posteriormente, sendo uma aliada importante para a reabilitação do paciente.

Outras medidas também devem ser adotadas para minimizar as chances de reincidência das dores:

  • correção de postura;
  • aplicação de medidas de ergonomia de trabalho;
  • realizar fortalecimento muscular, principalmente por meio da prática de atividades físicas e ginástica holística;
  • não exagerar e respeitar o aviso da dor;
  • realizar pausas constantes durante a execução do trabalho (pelo menos 15 minutos a cada 2 horas trabalhadas).

Assim, você consegue poupar seu tendão do impacto constante causado pelos esforços repetitivos e ter uma melhor qualidade de vida, amenizando dores que podem causar sérios desconfortos em sua vida.

Agora que você sabe o que é tendinite, é essencial conhecer alguns movimentos que você pode fazer em casa mesmo ou durante as pausas em seu trabalho, evitando as dores e a rigidez que o problema pode causar. Quer dicas de práticas para o dia a dia? Veja 4 exercícios para tendinite que podem ser feitos em casa!