Lesão muscular: entenda a diferença entre estiramento e contusão

Ter uma lesão muscular não é algo incomum, não é verdade? E como você sabe, isso pode acontecer, no nosso dia a dia, ao pegar um objeto pesado do chão de maneira errada ou mesmo praticando atividade física como musculação, por exemplo. Mas o que talvez você não tenha conhecimento é de que não existe apenas um tipo de lesão muscular. Entre os principais, podemos destacar estiramento e contusão.

A verdade é que muita gente fala erroneamente desses dois tipos de lesões como se fossem a mesma coisa. Mas cada uma tem suas particularidades, características e sintomas.

Quer saber mais detalhes sobre as diferenças entre cada uma delas para poder identificá-las? Então continue a leitura e confira!

Estiramento muscular

No estiramento muscular temos uma lesão de grau 1, ou seja, quando ocorre a ruptura das fibras musculares em menor quantidade. Nele, menos de 5% das fibras são afetadas, e o edema que se forma por conta do processo inflamatório também é menor. O mecanismo que leva a isso é o estiramento exagerado das fibras e, por conta disso, elas se rompem.

Assim, estamos falando de uma lesão leve, que não compromete os movimentos e só provoca dor quando a região é pressionada ou esticada.

Quais as causas?

Esse tipo de lesão é muito comum em praticantes de atividade física. Muitos acabam realizando os movimentos repetitivos de forma errada (com postura incorreta, compensações inadequadas ou mesmo uma sobrecarga). Contrações realizadas de forma explosiva, ou seja, feitas rapidamente e com carga acima do ideal, também podem causar esse tipo de problema.

Quais os sinais e sintomas?

Quando o estiramento acontece, o indivíduo sente uma dor imediata e, no momento em que ela ocorre, pode ser ouvido o som de um estalido. Ele pode causar perda de força muscular, da amplitude de movimento e também de flexibilidade.

Como tratar?

O tratamento deve ser feito à base de anti-inflamatórios prescritos pelo médico, gelo, repouso, TENS (Estimulação Nervosa Elétrica Transcutânea) e elevação da área lesionada, na fase aguda, por até 7 dias após a lesão. Depois, o fisioterapeuta deve começar a realizar exercícios de fortalecimento dentro do limite de dor do paciente. Esses exercícios vão evoluindo até que o indivíduo volte como estava antes da lesão.

Contusão muscular

Já a contusão muscular se caracteriza por uma lesão violenta no corpo, como um trauma. São, na maioria das vezes, lesões de alta gravidade que podem causar fraturas e traumatismo craniano, por exemplo, além de hemorragias.

Ela pode causar danos internos e também externos, no caso de objetos cortantes ou acidentes de alto impacto. É justamente por causa desse impacto que os vasos sanguíneos se rompem, formando um grande hematoma e uma mancha de cor roxa no momento do trauma.

Quais são as causas?

As principais causas das contusões musculares são justamente os traumas que podem ocorrer num acidente de trânsito ou mesmo durante o esporte. Atletas, como jogadores de futebol, sofrem esse tipo de lesão com mais frequência.

Quais os sinais e sintomas?

A dor é intensa no momento do impacto e também após ele, e há a formação do hematoma algumas horas depois do acontecido. Normalmente, ocasiona perda de força e limitação do movimento por um longo período. Esse tempo prolongado de recuperação é típico, por exemplo, de lesões no sistema nervoso que, em alguns casos, se tornam irreversíveis.

Como tratar?

Dependendo da gravidade do trauma, a pessoa deve ser encaminhada para o serviço de emergência mais próximo, como no caso de fraturas, por exemplo. Em casos mais leves, o ideal é colocar gelo imediatamente, visando limitar o processo inflamatório.

Após o primeiro momento, devem ser utilizadas as medicações prescritas pelo médico e também fazer uso da fisioterapia. Uso de TENS, aplicações com gelo e imobilização das articulações próximas ajudam nessa fase aguda. Já na fase crônica, fortalecimento e alongamento muscular são os tratamentos mais indicados.

Então, agora que você já conhece as peculiaridades relacionadas a estiramento e contusão, baixe o nosso aplicativo e cuide melhor da sua saúde com as nossas dicas e conteúdos exclusivos!